RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

sábado, 24 de maio de 2008

MERCADO DE TRABALHO MAIS ACESSÍVEL

DECISÃO VALE PARA ITAITUBA - AQUI TAMBÉM É BRASIL
Todo empregador agora está impedido de exigir experiência superior a seis meses para candidatos a emprego. O limite consta de acréscimo na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Pela Lei 11.664/08, "para fins de contratação, o empregador não exigirá do candidato a emprego comprovação de experiência prévia por tempo superior a 6 (seis) meses no mesmo tipo de atividade". No Senado, a proposta - do deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) - teve como relator Demostenes Torres (DEM-GO), para quem a exigência de experiência profissional tem sido uma barreira para o funcionamento socialmente justo do mercado de trabalho. Segundo o senador, há vários relatos de pessoas preteridas em disputa por emprego devido à exigência de cinco anos de experiência. O jovem, que se inicia no mercado apenas com sua formação escolar, técnica ou acadêmica, fica prejudicado com tais exigências, que tornam inviável sua habilitação ao emprego mais qualificado, acentua o relator. Para Demostenes, a seleção de qualquer candidato a uma vaga poderá considerar vários elementos, além da idade e do tempo de experiência. Já a fixação de um limite mínimo de seis meses de experiência, embora possa ser avaliada como insuficiente, é um parâmetro que aponta para maior inclusão da mão-de-obra jovem no mercado.

Nenhum comentário: