RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 22 de abril de 2008

TURBULÊNCIA NA POLITICA EM JACAREACANGA

Vereadores fazem denúncias na câmara municipal

A Câmara Municipal de Jacareacanga realizou nesta segunda, (22), sessão extraordinária, presidida pelo Presidente interino Acélio Aguiar, que responde pela direção daquela casa de Leis, em virtude do atual Presidente, vereador Raimundo Bernardo da Silva, o Dico, estar sendo denunciado por improbidade administrativa, tanto pela própria Câmara quanto pelo Ministério Público Estadual e também pela ausência do mesmo nas sessões ordinárias, sem qualquer justificativa que para aumentar a preocupação dos vereadores, continua recebendo os repasses camerais, sem realizar prestações de contas, e por isso foi aprovado por unanimidade requerimento de autoria do vereador Aurélio de Deus Krixi Munduruku, que solicita o bloqueio de 50% (cinqüenta por cento) dos valores repassados pela Prefeitura àquela Casa, até que se resolva o processo de pedido de cassação do atual presidente, que assumiu perante a mídia os desvios de recursos do erário público.
A preocupação dos vereadores é de que o atual presidente continue desviando recursos. Enfim, tomada as medidas legais sobre os repasses à Câmara Municipal, o Presidente em exercício, vereador Acélio Aguiar disse a nossa reportagem: "Estamos fazendo a nossa parte, o vereador Dico, continua como presidente". Dada a morosidade da justiça a população tem nos cobrado, entretanto com o vereador Dico ainda legalmente, apesar de tudo, responde pela Presidência, tem-se notado dificuldades para que nosso trabalho na Investigação, seja feito com afinco, pois quando recebe os repasses ele viaja para a cidade de Itaituba e não tem prestado contas dos gastos que vem fazendo e a partir dessa premissa, o comércio local deixou de fornecer para a Câmara, alegando falta de pagamento, e aí perguntamos: pra onde está indo os repasses que a Prefeitura tem feito? concluiu Acélio.
Nesta quarta feira a CPI vai ouvir todas as pessoas, envolvidas e ou citadas no escândalo da Câmara vez que em sua maioria as pessoas citadas dizem-se lesadas a que nunca firmaram contrato ou assinaram recibos que encontravam-se na contabilidade do Poder Legislativo que virou fumaça haja visto o incêndio ocorrido somente na parte administrativa do prédio que serve à Câmara.
As preocupações da população vão além dos episódios da Câmara, ainda muito recente alardeou-se através também de denúncias na tribuna, através do vereador Gerson Manhuary, de desvios de verbas da FUNASA, pelo ex prefeito, e que para surpresa do vereador mesmo com denúncias aos órgãos competentes, o ex-prefeito pleiteia voltar ao executivo, e que já se considera um pré-candidato. Não obstante tais irregularidades, a SESPA enviou a Jacareacanga uma comitiva para abrir processo de tomadas de prestações de contas de repasses realizados à Prefeitura, das quais o ex-prefeito não apresentou a devida comprovação. Da parte do TCM, através da Dra. Eliane Zahlluh, responsável pelas prestações de contas de Jacareacanga, disse a nossa reportagem que recebeu pedido de informações sobre a ausência de prestações de contas do ex prefeito junto ao TCM/PA do exercício de 2004 e que muito breve estará expedindo respostas e pronunciou-se: “O povo de Jacareacanga está de parabéns, é um direito adquirido através do voto e por todos os cidadãos, fazer indagações junto aos órgãos gerenciadores da administração pública sobre a aplicação de recursos públicos e aqui estamos no TCM para responder às aspirações de transparências nos órgãos municipais, seja ele legislativo ou executivo”.
Colaboração: Paulo. C. Figueira (Jacareacanga)


Nenhum comentário: