RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

segunda-feira, 21 de abril de 2008

REMANESCENTES MAYTAPU E CARAS-PRETA HOMENAGEADOS

Comunidade de Pinhel (Aveiro) é homenageada com registro das músicas cantadas, em CD

FESTA DO GAMBÁ
Ainda em comemoração alusiva a Semana dos Povos Indígenas que iniciaram dia 19/04 e se prolongam até o dia 30 de abril, o Instituto de Artes do Pará (IAP) está desenvolvendo vasta programação cultural. Este ano a comemoração reservou um espaço especial para acomunidade de Pinhel formada por remanescentes das etnias Maytapu e Cara-Preta, que se localiza às margens do Rio Tapajós, no município de Aveiro. Um trabalho integrado entre o IAP e a Fundação Curro Velho permitiu que fosse feito um registro das músicas cantadas pela comunidade, que caracterizam a manifestação conhecida como Gambá de Aveiro, que festeja-se de 28 a 30 de junho. O IAP e FCV decidiram incluir, na programação, várias atividades que vão servir para divulgar a resistência cultural da comunidade, de Pinhel. Incluindo a gravação de um CD. O disco traz 21 folias do Gambá de Aveiro, mas não apresenta ainda a Ladainha em Latim, já que o Instituto de Artes do Pará pretende lançar um selo exclusivo só de ladainhas no idioma. As folias são puxadas pelos mestres-cantores Tiago Deodato, Altino e Maciel, e incluem a participação de três gambareiros (tocadores do gambá, um tambor grande sobre o qual se sentam, percutindo o couro de boi com as mãos), dois reques e um caracachá, além da caixa tocada com baquetas pelo mestre.

Nenhum comentário: