RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 29 de abril de 2008

PLANOS DE MANEJO LIBERADOS A PARTIR DE MAIO

FOI O QUE PROMETEU A GOVERNADORA ANA JÚLIA A EMPRESÁRIOS DO SETOR FLORESTAL

Empresários do setor florestal e o governo do Estado começaram ontem a aparar as arestas da crise criada com a não-liberação, até o momento, dos 300 planos de manejo que possibilitarão o início da atividade de extração de madeira durante a safra de 2007. Em reunião no Palácio dos Despachos, os empresários tiveram do governo a garantia de que, até o final de maio, todos os planos de manejo terão sido apreciados pela Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente (Sectam). A boa notícia foi apresentada como parte de um conjunto de 28 ações anunciadas pela governadora Ana Júlia Carepa e que, de acordo com o governo, constituem a fase de transição do processo de gestão florestal do Estado.

-Vamos analisar as medidas e acompanhar a efetiva implantação das ações, disse o diretor executivo da Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Pará (Aimex), Justiniano Neto, ao anunciar que o setor florestal dará 'uma trégua de 15 dias' para o Estado. Justiniano explicou que, em princípio, as medidas apresentadas destravam a crise, mas não são totalmente eficazes para assegurar a atividade de extração de madeira nas regiões oeste e da rodovia Transamazônica, que respondem por 70% da produção florestal do Pará.

Nenhum comentário: