RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quarta-feira, 16 de abril de 2008

A MARCHA DOS DESESPERADOS




MARCHA DOS PREFEITOS PARAENSES
Brasília – Mais de 90 prefeitos de municípios do Pará reuniram-se ontem com a bancada federal paraense, em Brasília. Eles participam da XI Marcha dos Prefeitos e apresentaram uma pauta de reivindicações específicas do Estado. O presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep), Helder Barbalho, avalia como “muito produtiva” a IX Marcha dos Prefeitos, uma vez que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva “demonstrou interesse em atender as reivindicações dos gestores municipais” e o apoio dos parlamentares da bancada paraense deu aos prefeitos “a certeza de que terão a contribuição de deputados e senadores nas ações que fortalecem os municípios e tramitam no Congresso Nacional “. Os prefeitos paraenses pediram o apoio da bancada para a lista de reivindicações aprovadas na reunião ocorrida em Belém, no dia 8 de abril deste ano. São cinco pontos principais: Reforma Tributária, Educação, Segurança, Saúde e Meio Ambiente.

O Governo do PT na Presidencia da República deixou os municipios do oeste do Pará em situação calamitosa, Itaituba e Jacareacanga ficaram em situação delicada, vez que com o cinturão verde que foi criado para evitar o desmatamento não ocorreu uma alternativa econômica para esses municipios ampararem uma população ávida por trabalho e sem ter o que produzir para sua subsistencia. Hoje jacareacanga que congregava atividades econômicas em extração de ouro que hoje só é produzida de forma rentável atraves de mineração e uma pequena atividade de beneficiamento de toras, que foi bruscamente paralizada o que gerou problemas de ordem economica e social no Municipio, conta somente a prefeitura como unico distribuidor de renda e emprego no municipio provocando sempre enorme acesso de pessoas à Ação Social do governo municipal para resolver os problemas infindáveis. É por isso que a marcha à Brasilia dos prefeitos do Pará e principalmente dos Municipios como Jacareacanga, Itaituba, Novo Progresso, Aveiro, Rurópolis, Trairão, Santarém, não poderia ter outro nome que não fosse A MARCHA DOS DESESPERADOS.

Nenhum comentário: