RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

terça-feira, 29 de abril de 2008

FUNASA TEM QUE INDENIZAR


Tribunal manda indenizar servidores da Funasa

A Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região confirmou sentença da juíza federal Hind Ghassan Kayath, da 2ª Vara da Seção Judiciária do Pará, que condenou a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) por danos morais e materiais a servidores com suspeita de intoxicação.
Os desembargadores entenderam que a dúvida em relação à existência da correlação entre os males alegados e o trabalho exercido na Fundação não é determinante para o não-pagamento de indenização. O entendimento da Quinta Turma é de que a Funasa foi negligente.
Na sentença de 28 laudas, proferida em maio de 2006, a magistrada fixou o valor destinado à reparação das lesões em R$ 10 mil por ano em que cada um dos autores que manteve contato com o DDT.

Ariorto Alves de Araújo de Araújo foi indenizado com R$ 60 mil; Luiz Gonzaga Aguiar de Souza - R$ 140 mil; Salvador Luiz de Oliveira - R$ 150 mil; Jonas da Rocha Santiago - R$ 60 mil; José Ivanaldo Sales da Silva - R$ 110 mil; João José dos Santos - R$ 150 mil; Manoel Pereira da Silva - R$ 210 mil; José Maria Corrêa França - R$ 150 mil; Roosevelt Barreira de Souza - R$ 110 mil, e Raimundo Pereira de Maria - R$ 160 mil.

Nenhum comentário: