RASTILHO DE PÓLVORA ESTÁ ACESO

quinta-feira, 17 de abril de 2008

CULTURA INDÍGENA EM DESTAQUE


FEIRA DA CULTURA INDÍGENA

(Jacareacanga) - A partir de uma nova visão de como resgatar e preservar a verdadeira cultura indígena Munduruku, a Prefeitura Municipal de Jacareacanga através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, resolveu aprimorar a X Feira Cultural Indígena firmando assim parcerias com a escola municipal de ensino fundamental Carmem Valente da Silva e escola estadual de ensino médio Haroldo Veloso, aumentando as possibilidades de se ter um acontecimento anual acima das expectativas. De 14 a 19 de abril, todos os anos, acontece a Feira. Os principais atores nas Feiras Culturais Indígenas de Jacareacanga, é o próprio indígena, que participa ativamente de todas as modalidades. Entretanto são os professores e alunos que buscam dentro de seus objetivos a preservação da cultura através de construções de barracas, apresentação de danças, exposição de materiais confeccionados pelos índios (artesanatos) e alimentos. Nas competições esportivas enontram-se as atividades como: corrida do tronco, arremesso de lança, quebra pote e etc. Ainda dentro do evento sempre é escolhida a Rainha da Feira Mirim, cada série das respectivas escolas levam suas representantes e não deixam nada por menos, todos querem sagrar-se campeões, haja vista, a feira fazer parte das atividades extra-curriculares.
A Feira Cultural Indígena de Jacareacanga já faz parte do calendário cultural daquele município, com isso aumentam gradativamente o número de visitantes que mesmo de lugares longínquos não deixam de participarem do movimento cultural.
Também vale ressaltar que o governo municipal mesmo ativamente realizando a feira cultural indígena em parceria com as escolas, ainda presta todo apoio para as aldeias que também realizam no mesmo período suas comemorações alusivas ao dia do índio. O evento movimenta não só a classe de educadores e alunos, mas também toda a comunidade que além de prestigiar a feira, colabora cedendo materiais para as amostras que retratam o verdadeiro costume indígena, em especial o Munduruku. Apesar de todo esforço do executivo para realizar justas homenagens ao Povo indígena, a intromissão neste ano de políticos de Itaituba do PMDB com ramificações em Jacareacanga, colocaram em jogo a seriedade da promoção de Saúde Indígena, que distribuem “Cartas” na direção do DSEI em Itaituba, deixam o índio comemorar mesmo o que? Ainda mais a insignificância do trabalho assistencial da Funai, que em nada corresponde aos anseios coletivos dos índios. A mesma pergunta: Comemorar o que? Se depois das homenagens vão ser submetidos novamente ao processo cruel de não terem uma política de saúde definida e com a intervenção de políticos com propósitos oportunista...


Contribuição de Paulo C. Figueira /Jacareacanga

Nenhum comentário: